Obamania em Berlim

Berlim é a cidade que poderia resumir boa parte da história do século 20. Sofreu como nenhuma outra os efeitos das duas guerras mundiais e foi o palco principal da Guerra Fria. Natural que seu simbolismo seja grande. Para alguns presidentes americanos, Berlim também marcou momentos de triunfo oratório. John Kennedy disse “Eu sou um berlinense”, Ronald Reagan pediu “Sr. Gorbachev, derrube este muro!”. Menos lembrado é Bill Clinton: em 1994, ele comemorou “Berlim é livre!”.

Kennedy, ao contrário de Reagan e Clinton, não discursou à frente do Portão de Brandemburgo, mas tinha em comum com seus sucessores a condição de presidente.

O candidato democrata Barack Obama ainda não chegou lá, mas apostou que um discurso na capital alemã é o tipo de recado que deve passar para os que o julgam inapto em questões externas. Aposta arriscada. O governo alemão vetou o Portão, e Obama teve que se contentar com a Coluna da Vitória.

[Continua]

Anúncios

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: